Buscar
  • Dra. Corina Leal

Conheça a importância da vitamina D para idosos e seus benefícios para longevidade

Atualizado: Mai 27



Viver em um país tropical como o Brasil é passar os 12 meses do ano em uma única estação: o verão! É muito comum estarmos em um dia chuvoso, e quando menos esperamos o céu está totalmente ensolarado e cheio de energia para nos oferecer.


Em grande maioria, os idosos em geral possuem um baixo índice de vitamina D em seu organismo devido a falta de exposição diária ao sol. Com isso seu organismo torna-se mais frágil, dificultando o metabolismo ósseo.

Pensando nisso, hoje iremos destacar a importância da vitamina D para o dia-a-dia dos idosos e os seus benefícios.


Benefícios reais

A vitamina D está dividida entre D2 conhecida como ergocalciferol (origem vegetal) e D3 conhecida como colecalciferol (origem animal). Estas são responsáveis por regular o metabolismo ósseo a partir dos nutrientes adquiridos ao receber estas vitaminas em nosso organismo.


Além de regular o fósforo e o cálcio em nosso corpo, a vitamina D também pode ser adquirida de duas formas: pela alimentação ou pela exposição ao sol. Entre os grupos de vitaminas, a D é a única que pode ser adquirida fora de uma dieta de alimentos, ao recebê-la por raios solares.


A suplementação de cálcio e vitamina D melhora a densidade óssea, aumenta a força muscular diminuindo o risco de fraturas, e de quedas, que são condições importantes na funcionalidade do idoso.


Devemos ter atenção na suplementação nos indivíduos do grupo de risco:


  • Déficit de vitamina D

  • Osteopenia

  • Osteoporose

  • Perda da força muscular/ sarcopenia

  • Idosos com risco de queda

  • Usuários de alguns anticonvulsivantes

  • Neoplasia


Alguns estudos têm demonstrado forte associação entre deficiência de vitamina D e risco cardiometabólico. Outros estudos defendem que a suplementação de vitamina D , seria eficaz no combate à Demência, Diabetes, Síndrome Metabólica e algumas infecções.


Quais as melhores fontes de vitamina D?


O corpo humano necessita diariamente de vitamina D, porém é muito comum nos questionarmos se adquiri-la em abundância pode ser prejudicial, principalmente em idosos.


Segundo estudo realizado pela Sociedade Brasileira de Patologia Clínica/Medicina Laboratorial (SBPC/ML), os níveis desejáveis de vitamina D para o organismo de um idoso são de 30 e 60 ng/mL.


Raios Solares


Mas então, qual a forma correta de manter ou repor essas vitaminas? Como já explicamos, a exposição ao sol é uma das principais alternativas para recarregar nossas energias com a vitamina D, porém essa exposição em excesso pode trazer malefícios para a pele.


A forma mais adequada para idosos garantirem suas fontes de vitamina D, é expondo-se ao sol durante 15 a 30 minutos pelo período da manhã entre 10h e 10h30, ou no período da tarde entre 15h e 15h30.


Alimentação


Manter uma dieta equilibrada em vitamina D é fundamental para estabelecer um bom metabolismo ósseo, além de todos os outros benefícios que ela nos oferece.


Confira abaixo alguns dos alimentos ricos em vitamina D:


  • Iogurte

  • Peixes (Bacalhau, Salmão, Atum, Tilápia)

  • Ovo cozido

  • Fígado

  • Leite

  • Ostras

  • Queijo Minas Frescal

  • Cogumelos shitake

  • Sardinha


Suplementação


Existe uma grande polêmica entre os suplementos vitamínicos para idosos. Estes suplementos possuem uma grande manipulação farmacêutica e exige muita atenção na hora de escolher o seu repositor de vitaminas para o dia-a-dia.


É muito importante consultar o seu geriatra e buscar informações ou recomendações de um profissional para saber qual o suplemento ideal para suprir as necessidades do seu organismo em cada caso.



Conheça o guia da Cuidar-te


Já parou para pensar que as práticas de prevenção são fundamentais para manter a saúde do idoso em dia? Ficar atento às vacinas e realizar exames de rotina garante uma proteção contra diversas doenças e auxilia no envelhecimento mais prolongado.


Pensando nesses cuidados, a Cuidar-te preparou um guia completo para auxiliar sobre a vacinação e quais exames o idoso deve fazer. Esse guia pode ajudar você a levar uma vida mais saudável.


Baixe o guia e descubra como é importante cuidar da saúde e aproveitar bem essa fase da vida.


69 visualizações0 comentário