Buscar
  • Dra. Corina Leal

5 cuidados para a reinserção do idoso em atividades interrompidas na pandemia


Como buscar a reinserção de atividades na rotina do idoso de forma segura?

A volta à normalidade é desejada e esperada por todos. Para os idosos, o longo período em casa pode ter sido ainda mais difícil. Por isso, conforme a sociedade se adapta aos novos cuidados, é normal que a terceira idade também deseje retomar seu dia a dia.

Alguns cuidados precisam ser tomados de forma especial, para que a saúde desses idosos seja preservada. Mesmo que não possuam doenças crônicas ou outros agravantes, eles ainda são considerados grupo de risco para os casos mais graves da Covid-19, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS).

A dra. Corina Leal Costa, Médica Geriatra e Diretora Técnica da Cuidar-te Idoso (CRM/BA 11799, RQE 6165), separou 5 recomendações de cuidados a serem tomados na reinserção do idoso em suas atividades diárias.

1- Não esquecer dos cuidados contra o vírus Influenza

O coronavírus representa um importante risco no momento. Porém, não se pode esquecer de outros vírus como o Influenza, que também podem causar impactos negativos à saúde. A vacinação para influenza sazonal está mantida e deverá ser realizada conforme orientação do Ministério da Saúde.

2- Evitar visitas e ficar em casa

A recomendação principal não mudou: ficar em casa. Mas, não é só isso: é importante também evitar a presença de pessoas fora do convívio diário do idoso, ou que não residem com ele (a). Isso reduz as chances de contatos com agentes contaminantes.

3- Preparar espaços especiais para receber visitas quando necessário

Em casos que seja imprescindível receber visitas, a residência do idoso deve estar preparada. Não devem ser compartilhados talheres, pratos ou copos; todas as janelas devem estar abertas para melhorar a ventilação do ambiente; não se deve permitir que as pessoas entrem com calçados em casa e todos devem manter a distância de pelo menos um metro. É prudente evitar apertos de mão, abraços e beijos ao cumprimentar as pessoas; e não se pode esquecer do uso da máscara.

4- Selecionar bem as atividades que serão feitas fora de casa

Outra maneira de se proteger é selecionar quais atividades devem voltar a ser feitas fora de casa. Algumas atividades comuns para idosos, como idas ao banco ou a lotéricas, podem ser adiadas, ou substituídas por equivalentes na internet. Porém, algumas situações, como consultas e fisioterapias, podem ser retomadas de acordo com as necessidades de saúde do paciente.

5- Seguir as recomendações de seu médico geriatra

Por último, é importante lembrar que cada cada idoso possui um quadro de saúde único e configurações familiares únicas. Consultar o geriatra é imprescindível para conhecer cuidados mais específicos e adequados para a realidade de cada idoso.

Tomando os cuidados corretos, é plenamente possível inserir, aos poucos, algumas atividades de volta à rotina dos idosos após a quarentena.

Dra. Corina Leal Costa

Médica Geriatra e Diretora Técnica da Cuidar-te Idoso

CRM/BA 11799 / RQE 6165

43 visualizações

Clínica Cuidar-te

Centro Médico da Graça, Sala 701

R. Humberto de Campos, n.144, Graça, Salvador, BA, 40150-900

Tel: 71 3014-3824 / 71 99962-8619